domingo, 19 de novembro de 2017

beijo


O descaminho da tua boca
encontra direção
de encontro à minha.

Nossas fronteiras,
alinham-se 
no beijo suspenso
pela vontade,
fundem-se
por entre lábios sequiosos
e línguas húmidas.

São os traços,
com que me tatuas,
meu amor,
esses beijos desvairados,
sem lei nem ordem,
perfeitos
no toque,
na intensidade,
no querer mais
outras marcas.


11 comentários:

Zulmira Romariz disse...

Linda essa expressão do beijo, gostei amiga, bjs

Cláudia disse...

Gostei, gostei muito =)

Beijocas

Andreia Morais disse...

Gostei tanto!

Beijinhos*

Pedro Coimbra disse...

Então vai daqui um beijo e votos de boa semana

Cidália Ferreira disse...

Delicioso demais!


Beijinhos e uma excelente semana

Graça Pires disse...

Não é fácil descrever um beijo. Mas fê-lo muito bem e cheio de sensualidade.
Uma boa semana.
Um beijo,

Ricardo- águialivre disse...

Intenso, profundo, maravilhoso
...
Deixo amizade
...

emanuel moura disse...

Belíssimo querida amiga ,pois cá estou de volta depois de uns dias atarefados com o nascimento da minha sobrinha e afilhada Matilde ,muitos beijinhos no coração felicidades

Elvira Carvalho disse...

Tão lindo!
Abraço

José Carlos Sant Anna disse...

Intenso o poema e o beijo.
Belíssimo.
Bj

Pedro Luso disse...

Olá, minha amiga!
É belíssimo este teu poema. Parabéns.
Um abraço.
Pedro