sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Doce



Ah!
Quando o Doce aflora 
em tua boca
e tu mo chamas
como se fora 
meu nome.

Acho-me e perco-me
nessa vertigem
de tanto me quereres
como se te fosse
um Doce.



9 comentários:

✿ chica disse...

Tão lindo e o amor é assim:doce! bjs, chica

Maria do Mundo disse...

Já por aqui não vinhas há muito tempo. Saudades! Adorei!

Gil António disse...

Boa noite

Adorei o seu blogue. Temas e poemas muito bonitos, profundos, belos de ler. Fiquei seguidor
.
Deixo cumprimentos poéticos
.

Cidália Ferreira disse...

Maravilhoso! Lindo demais.

Beijinhos e bom fim de semana

Cláudia disse...

Muito doce para acabar bem a semana.

Beijocas

Francisco disse...

Gostei muito ;)

Demian disse...

Bellisimo poema...

Diana Fonseca disse...

Um poema simples mas lindo. Doce.

Beatriz Bragança disse...

Minha querida
Pois é! «O Amor é assim!»
Uma imagem e um poema bem «doces»!
Parabéns, pela sua prodigiosa inspiração.
Um beijinho
Beatriz